DELATOR, UMA VISÃO CONTRÁRIA

Do ex-Procurador-Geral do Estado, advogado Francisco Nunes, uma análise corajosa e ácida sobre a laia dos delatores:

“Não existe nada mais asqueroso que o alcaguete. O X-9. O delator. Mormente porque sua atuação somente se plenifica com a quebra da confiança e a materialização da traição. A lógica perversa é a da parceria e da conivência que lhe dá vantagens, Ordinariamente, cinicamente convíve com o ilícito; beneficia-se da ilegalidade; participa do planejamento e das articulações; e, servilmente, colabora. Se a chapa esquenta, então, pula fora; dá aula de moralidade; se diz probo e transfere para os outros toda a responsabilidade. Os canalhas também vestem “prada”, dirigem carros luxuosos e envelhecem. É uma simples questão de tempo e oportunidade. Quem é ele?”

Voltar para a capa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *