NO FÓRUM MUNDIAL DA ÁGUA, GARIBALDI DESTACA LUTA DO SERTANEJO

A luta do sertanejo para conviver com a seca e garantir o suprimento de água necessário para sua sobrevivência foi o foco principal do pronunciamento que o senador Garibaldi Filho fez no 8º Fórum Mundial da Água, que está ocorrendo em Brasília. Ele destacou que, no sertão nordestino, além da complexidade da geopolítica da água, existe a geopolítica da fome.

“Todas as mulheres e homens públicos que se formaram na fantástica escola política que é o sertão nordestino têm de aprender, desde cedo, a lidar com essas e outras instigantes dicotomias”, comentou o senador Garibaldi Filho, autor do maior programa de adutoras do país quando governou o Rio Grande do Norte de 1995 a 2002.

Ele registrou que no Nordeste pode-se encontrar o contraste entre a abundância hídrica, de um lado, e “a carência dolorida e famélica da seca”, do outro.

Por fim, o senador manifestou sua esperança de que a transposição do São Francisco – idealizada há cerca de 200 anos – cumpra sua missão de resolver o problema da seca nos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. “Foi só no ano passado, em 2017, que conseguimos, com muito esforço, inaugurar as obras da primeira fase”, lembrou.

Voltar para a capa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *