COM ROBINSON, A “DETERIORAÇÃO FISCAL “, REVELA TESOURO

Segundo a Secretaria do Tesouro Nacional, o déficit acumulado pelo Governo do Rio Grande do Norte entre 2015 e 2017 é de R$ 2,8 bilhões.

Desajuste e deterioração fiscal são termos usados pelos técnicos.

De 2011 a 2014, houve superávit de R$ 4 bilhões.

Os números foram publicados pelo Estadão.

O Governo Robinson Faria tomou posse em janeiro de 2015 e insiste em culpar antecessores.

Aí chegam os números e puft, desmentem.

ARTIGO: ESPELHO À NOSSA FRENTE

Lenarte Azevedo*

Toda crise tem o condão de trazer à baila reflexões importantes. Neste cenário, a profunda anormalidade que a Polícia Militar vem passando, me fez pensar sobre algo que nós militares tomamos como princípio absoluto e indisponível: a paridade(igualdade) entre os ativos e inativos.

Mas, até então, não tinha ideia da real dimensão desse princípio, que a nós é resguardado legalmente. Só me apercebi da necessidade da manutenção dele, ao ver diversos reservistas comparecerem ao Batalhão, onde sirvo, para buscarem cestas básicas doadas pela comunidade.

Eram velhos guerreiros, rugas profundas em seus rostos, cabelos brancos amarelados, mãos calejadas de muitos anos empunhando armas, andar lento, coluna curvada, marcas indeléveis do sacrifício juramentado à sociedade.

Percebi, ainda, a fragilidade que a velhice traz para aqueles que conseguem atingi-la , após duros 30 anos de abnegação. Vi também a necessidade de garantir a esses velhos guerreiros – ex-combatentes da guerra diária – que hoje cabe a nós da ativa lutar e assisti-los, pois, ainda temos força e saúde para manter a peleja, já que a pujança deles se esvaiu pelo passar implacável dos anos.

Tudo isso funcionou como um espelho, levando-me a um futuro que espero poder chegar, em que os jovens lutem por seus velhos, assim como no presente, não permitimos em nenhum momento a quebra do princípio da paridade e o abandono daqueles que um dia tanto batalharam por nós.

 

 

*Lenarte Azevedo é capitão da Polícia Militar/RN

REMENDAR ÓDIO É IMPOSSÍVEL COMO QUER O GOVERNO

Nenhum governo assumiu com tanto ódio de referência no Rio Grande do Norte quanto o atual.

O palanque esteve em todas as manifestações sinceras do governador e sua tropa de choque.

Os derrotados foram pisoteados, tripudiados e perseguidos.

Falar em pacto hoje é tarde.

Por mais justo que seja salvar o Rio Grande do Norte.

Na verdade, este é um governo que queria apenas vencer a eleição.

Conseguiu.

Largou a chibata no povo e tenta consertar o irremediável.

Esparadrapo em ódio é surreal.

EMPRESA DE SEGURANÇA FAZ SUCESSO COM “ESQUADRÃO DE NINJAS “

Uma empresa de segurança da cidade japonesa de Koka, conhecida por sediar uma das únicas escolas ninja oficiais do país, afirma ter tido sucesso ao vestir seus guardas como os lendários guerreiros. Tudo começou em 2016, quando a SCC Co. tentou entrar na crescente popularidade do turismo ninja do muncípio. A empresa colocou seguranças trajados como ninjas para promover o controle de trânsito.

Desde então, o esquadrão ninja vem sendo chamado cada vez mais. De acordo com a presidente da empresa, Maya Miyoshi, a expectativa é de que a empresa consiga um contrato para trabalhar nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. “Ninjas são conhecidos mundialmente e nós queremos que as pessoas se sintam confortáveis em lugares de práticas esportivas”, diz.

A própria executiva se veste como uma kunoichi, ou uma ninja mulher, para promover os serviços de sua companhia. O traje inclui um uniforme similar ao do judô, uma estrela ninja de brinquedo e um cassetete em forma de espada. Miyoshi afirma que sempre gostou de fazer as coisas de um jeito diferente e que isso acabou se refletindo em seu trabalho. “Eu queria mudar a indústria da segurança, que parece ser antiquada e sóbria”.

Desde que assumiu a companhia, em 2011, a empresária já vem utilizando sua experiência como designer para promover ideias consideradas heterodoxas, como vestir guardas com roupas amarelas. O novo modelo de negócios foi aprovado pelo público, incluindo estudantes e turistas estrangeiros, que constantemente pedem para tirar fotos com os profissionais.

NA PB, MAIS R$ 406 MILHÕES EM OBRAS ATÉ MARÇO

O governador Ricardo Coutinho(PSB/PB) anunciou um pacote de 104 obras que serão entregues até o mês de março deste ano, incluindo o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, somando R$ 406 milhões de investimento. Entre as obras estão escolas, adutoras, barragens, hospitais e estradas. O anúncio foi feito durante o programa Fala Governador, transmitido em cadeia estadual pela Rádio Tabajara.

“Estamos conseguindo fazer mais com menos. Apesar deste momento prolongado de crise econômica no país, a Paraíba mantém o ritmo de obras e permanece com pagamento tudo em dia. Já começamos o ano com este pacote importante de obras que serão entregues ao povo da Paraíba, no primeiro trimestre do ano”, comentou Ricardo Coutinho.

O governador destacou que serão entregues mais de R$ 114 milhões em estradas, entre pavimentações, restaurações e regularizações de rodovias. Entre as obras estão: a pavimentação da PB 048: Pilar/ Juripiranga e da PB 221: São João do Tigre/ Camalaú neste mês de janeiro; Restauração da PB 018: Entroncamento BR 101/ Conde/ Jacumã, Pavimentação da Avenida Jair Cunha Cavalcante em fevereiro; Pavimentação da PB 138: Catolé de Boa Vista/ Boa Vista, Pavimentação da PB 186: Caraúbas/ São Domingos do Cariri, Pavimentação da Perimetral Sul e outras obras para serem entregues em março.

Ainda de acordo com o governador, serão inauguradas cerca de 40 obras (R$ 187 milhões) de responsabilidade da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), em áreas como educação, saúde e infraestrutura. Entre elas, estão o Hospital Metropolitano; a recuperação do Aeródromo de Itaporanga e de Sousa; conclusão do Parque Linear Parahyba (2ª etapa); Entrega de três Escolas Técnicas (Campina Grande, Patos e Serra Branca); Reforma da Escola Félix Araújo, em Campina Grande; reforma do Teatro Íracles Pires, em Cajazeiras; conclusão da reforma da Funad, em João Pessoa, entre outras obras.

O Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, representa mais de R$ 110 milhões de investimento, sendo R$ 70 milhões (estrutura) e cerca de R$ 40 milhões (equipamentos), sendo a maior obra que será entregue até março. “É um Hospital que vai ser referência em cardiologia e neurologia e que vai fazer a diferença na vida dos paraibanos. Será um avanço extraordinário para a saúde”, frisou o governador.

Neste primeiro trimestre de 2018, também serão entregues diversas obras que vão trazer segurança hídrica para as populações de várias cidades paraibanas. As adutoras de Diamante/Boa Ventura, de Jericó/Mato Grosso, de Pilões/Areia, a Rede de Distribuição de Assunção e o Esgotamento de Santa Rita, Cabedelo e Alhandra estão entre as obras realizadas pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), que serão inauguradas até março.

Ainda na área de recursos hídricos, o Governo do Estado vai inaugurar, durante o primeiro trimestre, a Barragem Riacho Fundo, em Tenório, a Barragem Coronel Jueca, em Desterro, a Barragem Cacimbinha, em São Vicente do Seridó, o abastecimento de Santo André, a adutora Sucuru, em Sumé, entre outras.

As obras serão entregues por todas as regiões do Estado, somente a cidade de Campina Grande, por exemplo, vai receber uma Escola Técnica, a conclusão da estrada PB-138, a pavimentação do acesso ao Cidade Madura, a entrega da Escola Estadual Irmã Joaquina, entre outras obras.

“Esse é o ritmo da Paraíba e do Governo do Estado, que trabalha para melhorar a vida da população. Nosso Estado tem pressa em caminhar para frente”, ressaltou o governador Ricardo Coutinho.

PROJETO DE ROMÁRIO PROÍBE PENHOR DE VEÍCULO DE DEFICIENTE

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) analisa o PLS 183/2016, do senador Romário (Pode-RJ), que garante a impenhorabilidade do veículo da pessoa com deficiência. A medida quer dar a esses veículos o mesmo status dos bens de uso familiar. O texto prevê que caso a pessoa com deficiência não seja dona de um carro, a regra valerá para o veículo de um parente ou representante legal, desde que licenciado no endereço onde mora.

A proposta limita a impenhorabilidade a apenas um veículo, que neste caso não deverá responder por dívidas civis, comerciais, fiscais, previdenciárias ou de qualquer outra natureza. As exceções à impenhorabilidade se darão caso a dívida tenha como origem a aquisição do veículo ou caso advenha de uma pensão alimentícia, e também não deverá beneficiar o adquirente de má-fé ou que tenha aplicado recursos ilícitos na aquisição do carro.

No caso da aquisição de má-fé, poderá o juiz limitar a impenhorabilidade a um valor suficiente à aquisição de um veículo que atenda satisfatoriamente às necessidades de transporte da pessoa com deficiência.

Parecer favorável

Com voto favorável à matéria, o relator, senador Hélio José (PROS-DF), afirma que na maioria das localidades não existe adaptação dos espaços urbanos para receber de forma igualitária as pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.

— Se a realidade do transporte coletivo é dramática para a maioria da população, para muitas pessoas com deficiência representa uma barreira intransponível e excludente – argumenta o parlamentar em seu relatório.

Para o senador do Distrito Federal, a impenhorabilidade do veículo de pessoa com deficiência constituirá uma relevante garantia para a inclusão, já que o veículo possibilita a muitas pessoas com deficiência trabalhar, estudar, fazer seus tratamentos de saúde, ter acesso à cultura e ao lazer.

Emenda

Hélio José apresentou uma emenda de redação para alterar o texto do artigo 2° do PLS, que define as exceções à impenhorabilidade, para que não haja problemas de interpretação.

As emendas de redação são feitas a projetos e matérias legislativas apenas para melhorar e adequar o texto, sem modificar seu conteúdo.

O PLS 183/2016 foi aprovado na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa e se for aprovado na CCJ e não houver recurso para votação em Plenário, poderá seguir direto para Câmara dos Deputados.

PRESIDENTE DO TRF4 COM MEDO DO JULGAMENTO DE LULA

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador Thompson Flores, foi ao gabinete da ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), para discutir providências sobre ameaças recebidas pelos desembargadores que julgarão, no próximo dia 24, em Porto Alegre, o recurso contra a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Thompson Flores deixou o STF sem falar com a imprensa, após reunião de pouco mais de uma hora com Cármen Lúcia, que preside também o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão que tem um departamento para cuidar da segurança de magistrados. O desembargador tem encontros marcados também com o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen, e com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

No início de janeiro, Thompson Flores enviou ofício à Cármen Lúcia e a outros órgãos, como a Procuradoria-Geral da República (PGR) e a Polícia Federal (PF), para que fossem investigadas as ameaças recebidas pela internet e por telefone, direcionadas ao TRF4 e aos três desembargadores que julgarão o recurso de Lula: João Gebran Neto, relator; Victor Laus e Leandro Paulsen.

Na semana passada, o presidente do TRF4 assinou uma portaria suspendendo o expediente e dispensando funcionários de comparecem ao Tribunal no dia do julgamento de Lula. Preocupado com a segurança, ele também se reuniu com deputados do PT, a quem pediu cooperação para manter pacíficas as manifestações previstas em Porto Alegre, onde fica a sede da corte recursal.

Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro, da primeira instância da Justiça Federal, em julho do ano passado, a nove anos e meio de prisão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O ex-presidente foi acusado de receber propina da empreiteira OAS na forma de um apartamento triplex no Guarujá (SP), em troca de favorecimentos em contratos na Petrobras.

A defesa de Lula nega as acusações e afirma ter ficado provado que Lula nunca foi nem seria proprietário do apartamento. Os advogados do ex-presidente alegam que ele sofre uma perseguição política por intermédio do Judiciário, numa tentativa de inviabilizá-lo politicamente, tática conhecida como law fare.

NO FUTEBOL DO RN, O EFEITO AINDA É CASCATA

Vinho de casta nobre, Cascata é das melhores adegas da arte de jogar brincando.

Cascata é alegria,improvisação, dribles e gols, ingredientes desaparecidos do cardápio refinado no futebol embrutecido.

É bom ver Cascata, último camisa 10 do futebol potiguar.

Malandro puro na junção futebol, samba e ousadia.

GOLS DE AMÉRICA E ABC NA ABERTURA DO ESTADUAL

No sábado, Erivelton fez o gol do 1×0 do ABC no Santa Cruz:

Domingo, o América triturou o Força e Luz:

CORONEL AZEVEDO: “SERVIDOR NÃO PODE PAGAR POR ERROS DO GOVERNADOR “

O ex-comandante da Polícia Militar, Coronel André Azevedo, é um dos poucos a criticar abertamente o Governo do Estado, enquanto a classe política segue pisando em ovos, com raríssimas exceções.

Sobre o ajuste fiscal do Governo, disse que a conta não pode ser paga por quem não a deve.