“VAQUINHA” PARA PAGAR ATRASADOS NO ABC É VERGONHA

Vai rodar a cuia entre conselheiros e alvinegros ricos para que paguem os salários atrasados do ABC, que levaram jogadores à greve.

Já são três meses sem grana.

Fazer vaquinha é prática antiga do atual presidente.

Fui a muito “almoço” e, além de pagar a conta, era “convidado” a deixar cheque para cobrir rombos administrativos.

É como o esperto fazer um menino e entregar para o otário criar.

Absurdo.

ASSALTO EM CONDOMÍNIO DE REPOUSO DO GOVERNADOR FAZ JORNALISTA DESABAFAR EM CARTA

A jornalista Ana Cristina França expressou o sentimento geral de revolta e medo dos potiguares em carta aberta publicada em seu Instagram após assalto a seus familiares em condomínio de repouso do governador:

Carta aberta ao governador. Por Ana Cristina França

Excelentíssimo senhor Governador Robinson Faria,

Como cidadã, venho suplicar em nome de todos que aqui vivem, que algo mais enérgico seja feito imediatamente pela segurança do RN. Estamos todos com um sentimento de medo, de pânico para sair nas ruas, à mercê de criminosos. Uma situação de enclausuramento tem sido recorrente entre as pessoas, o que reflete não só na baixa autoestima do potiguar, como também, diretamente na economia. Poucos têm coragem por exemplo, de ir em um bar ou restaurante que não tenha um profissional da segurança particular na porta do estabelecimento ou no estacionamento.

E os casos de assaltos vão só se avolumando e entrando para as estatísticas. Ontem, na praia do Condomínio Porto Brasil, onde o senhor também tem casa, minha filha de 13 anos e um grupo de pessoas foram assaltados por um homem e duas mulheres, armados com uma pistola. Esses três bandidos fizeram um arrastão e calmamente saíram andado em direção à mata, onde dizem ser um esconderijo antigo de muitos assaltantes. Por que saem andando calmamente? Porque têm a certeza da impunidade, da falência do sistema. Enquanto isso, as vítimas impotentes estão traumatizadas e com uma única certeza: não podem sequer nem ir à praia mais, o risco de morrer é iminente onde quer que seja.

Os seus seguranças que passam o dia inteiro conversando na porta da sua casa ou jogando purrinha, possuem rádios sintonizados com os seguranças do condomínio. Portanto, sabem imediatamente de qualquer intercorrência que acontece no entorno, mas… Sem compaixão, são incapazes de ajudar os cidadãos assaltados ao menos com um telefonema para a polícia com um pedido de socorro. Após o assalto de ontem, por volta das 13:30, o segurança do Porto Brasil só conseguiu contato no número 190, após cinco tentativas de ligação telefônica. Uma prova de que nada tem funcionado. Isso é muito revoltante para nós cidadãos comuns que pagamos impostos para ter um mínimo de segurança.

E então, Governador, o senhor foi eleito pelo povo usando o slogan de ser O GOVERNADOR DA SEGURANÇA! E foi justamente essa fragilidade do setor que o levou a acalentar aqueles que queriam ter o simples direito de ir e vir garantido e, por isso, o elegeram. Faça jus à sua promessa! O RN acaba de bater a marca de 2.000 mortos em apenas 10 meses. Precisamos urgentemente mudar esta estatística, aqui já foi considerado o melhor lugar para se viver e hoje é o PIOR!!! O senhor quer terminar seu mandato como o PIOR GOVERNADOR QUE O RN JÁ TEVE?

OS GOLS DE BRASIL 2×1 ALEMANHA NO SUB-17

O Brasil venceu a Alemanha por 2×1 e avançou às semifinais do Mundial de Futebol Sub-17. Vai enfrentar os ingleses. Veja os gols da vitória sobre a Alemanha:

RANIELLE DESTACA VITÓRIA DO ABC E MIRA O LONDRINA

O ABC  conquistou uma boa  vitória contra o Náutico/PE nesta sexta-feira (20), no estádio Lacerdão, em Caruaru (PE), e completou uma sequência de três jogos de invencibilidade na Série B, com dois triunfos e um empate. O ABC derrotou o Alvirrubro pernambucano por 2 a 1, resultado construído com gols do zagueiro Tonhão e do atacante Lucas Coelho, e teve o preparador físico Ranielle Ribeiro no comando interino da equipe.

Ranielle comemorou o resultado e destacou o empenho e a dedicação do grupo. “Sem dúvida, todos estamos muito felizes com a vitória. Tivemos pouco tempo de preparação, mas os jogadores assimilaram bem o que pedimos, todos se empenharam, deram o máximo e estão de parabéns pelo resultado. Houve uma entrega muito grande de todo o grupo, os atletas em campo, o pessoal do banco, e tudo isso foi importante para a vitória”, comentou.

O comandante interino falou sobre a importância do triunfo e já pensa no desafio contra o Londrina/PR. “Foi um grande resultado, aumenta um pouco mais a confiança do grupo e agora vamos pensar no nosso próximo compromisso. Temos um jogo complicado contra o Londrina e vamos fazer uma boa preparação para que possamos realizar um bom jogo e buscar outro grande resultado”.

A equipe abecedista enfrentará o Londrina/PR no próximo sábado (28), às 17h30 (Horário de Brasília), no estádio Frasqueirão. A partida será válida pela 32ª rodada do Brasileiro.

REFERÊNCIA NO DIREITO ELEITORAL, POTIGUAR ERICK PEREIRA ABORDA FORO PRIVILEGIADO

Referência do direito eleitoral no Brasil, o advogado potiguar Erick Pereira analisa a questão do foro privilegiado. Consultor ouvido pelos maiores veículos de comunicação Nacional, Erick Pereira é destaque em reportagem do Correio Braziliense:

 

Crise política e embate entre poderes vão empurrar a decisão sobre a regalia para 2018. A ação penal que pretende mudar a forma de interpretação da lei está com a presidente do STF, sem data para entrar em pauta

Apesar de o país ter dado, neste ano, um passo rumo ao fim do foro privilegiado, a crise política e os sucessivos embates entre os três poderes da República empurraram a questão para 2018. O mais recente conflito — quando o plenário do Senado rejeitou a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) de afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato — fez com que parlamentares ganhassem força para segurar o privilégio por mais um tempo e que o STF recuasse.

Na mesa da presidente da Suprema Corte, Cármen Lúcia, desde o fim de setembro, a ação penal que pode mudar a forma de interpretar o foro privilegiado ainda não tem previsão de entrar na pauta do plenário. Na opinião de pessoas próximas, a magistrada não está disposta a assumir o desgaste agora. O julgamento trata da Ação Penal 937, que vem pulando de instâncias desde 2008, por causa de mudanças de cargo do réu. No fim de maio, os juízes começaram a julgá-la, e o relator, ministro Luís Roberto Barroso, propôs uma nova interpretação da Constituição.

De acordo com Barroso, a prerrogativa de foro por função deve ser aplicada apenas para crimes cometidos durante o exercício do cargo e relacionados às funções desempenhadas. O ministro também sugere que, ao fim da instrução processual, a competência se fixe para evitar o pula-pula de instâncias. Primeiro a votar, o ministro Alexandre de Moraes pediu vista do processo e o devolveu ao plenário em 29 de setembro.

A decisão de retomar o julgamento cabe a Cármen Lúcia, mas magistrados ouvidos reservadamente pela reportagem acreditam que ela não quer gerar novos atritos com o Legislativo, pelo menos até o ano que vem. “O episódio do senador Aécio Neves foi muito desgastante para a Corte. Uma ação não afeta a outra, mas é preciso um tempo para se recuperar”, comenta um ministro, que prefere manter o anonimato.

Já o ministro Marco Aurélio Mello acredita que não deveria haver ligação entre os fatos. “Ali, o Senado rejeitou uma decisão da Primeira Turma. No caso do foro, o Supremo está interpretando a Constituição para que o processo não fique indo e vindo de instâncias. Não há influência maior, nem invasão das atribuições do Congresso.” Cármen Lúcia atuou, junto ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para acalmar a crise entre os poderes depois que a turma impôs medidas cautelares a Aécio e levou a questão ao plenário para que a maioria decidisse que a Casa Legislativa deveria autorizar as sanções.

O recuo do Supremo e a rejeição em plenário às penas por 44 votos fizeram com que parte dos parlamentares se lembrasse da intenção do STF de rever o foro privilegiado. “Se eles vierem de novo com essa história, a gente não vai deixar, nem que a gente faça uma nova lei”, comentou um parlamentar logo após a sessão.

O especialista em direito constitucional Erick Wilson Pereira explica que caso a Suprema Corte altere a interpretação do foro privilegiado não cabe ao Congresso derrubar a mudança. “O Supremo é o intérprete da Constituição. Ele tem ampla autonomia.”

O advogado acrescenta que caberá recurso se congressistas responderem com uma emenda constitucional para mudar a possível decisão do STF. “Há jurisprudência disso. Depois que o guardião da Constituição faz a interpretação, uma casa legislativa não pode iniciar uma nova norma porque quer alterar o que o Supremo fez. Fica caracterizado o sentido casuístico, que fere a harmonia entre os poderes e, consequentemente, a Constituição”, acredita.

ROBINSON FRACASSOU, POR CÉSAR SANTOS

 

Robinson fracassou; RN paga caro

César Santos

Diretor/Editor do Jornal de Fato e defato.com

 

A marca vergonhosa de 2 mil homicídios em 10 meses no ano de 2017, coloca o Rio Grande do Norte nas manchetes negativas na chamada grande imprensa.

Os sites de jornais e portais de noticia destacaram o recorde sangrento, o absurdo, o estado de insegurança, o caos.

O globo.com foi um deles, com a manchete: “RN atinge a marca de 2 mil assassinatos em menos de um ano”.

Conforme noticiou o defato.com, o assassinato de número 2 mil ocorreu no município de Monte Alegre, tendo como vítima Maria Flávia, 29 anos, neste domingo (22).

Essa é uma nódoa que o governador Robinson Faria (PSD) carregará no seu currículo de homem público. Por culpa dele, reconheça-se. Foi Robinson que prometeu e garantiu que faria o “governo da segurança”.

Fracassou. Literalmente.

Robinson apenas repetiu os seus antecessores, fazendo propaganda com a entrega de munição, coletes, viaturas, mas sem ter um planejamento ou estratégia de combate à criminalidade.

Nunca o Rio Grande do Norte esteve tão desprotegido, consequência da total e completa falta de política de segurança pública.

O troca-troca de titulares da pasta da Segurança comprova o desgoverno.

O mais grave foi o espetáculo que Robinson protagonizou no início de sua gestão, em 2015. Ele chegou a viajar à cidade de Medelin, na Colômbia, afirmando que traria o modelo de segurança que deu certo lá.

Pura enganação. A realidade de lá é bem diferente da realidade daqui, logo, não prosperaria. Robinson, se não sabia disso, era por intenção de iludir a população ou despreparo mesmo.

Por consequência, o cidadão potiguar está castigado com números recordes de assassinatos, assaltos, arrastões, roubos, arrombamentos, explosões de agências bancárias e todo tipo de crime.

Sem sorte, o Rio Grande

ASSASSINATOS NO RN SUPERAM POPULAÇÃO DE MUNICÍPIOS PEQUENOS

Com 1.705 habitantes, segundo o IBGE, Viçosa, no Alto Oeste potiguar, perde longe para o número de assassinatos no Rio Grande do Norte em 2017, que atingiu a marca de 2 mil neste domingo(22/10).

 

Como a projeção é de que o número chegue a 2.300 mortos até o final de 2017, no recorde mais macabro da história potiguar, a quantidade de defuntos feitos pela violência vai superar a população de Monte das Gameleiras(2.240) e chegará bem perto da quantidade de moradores de: Bodó(2.385) e Timbaúba dos Batistas(2.408).

Mídia negativa nacional, tiro na testa do turismo.

 

E o Governo da Morte, nem aí, obrigado.

MUDANÇAS NO NOVO JORNAL

Mudanças à vista no Novo Jornal.

O comando editorial e posições estratégicas na redação serão alteradas nos próximos dias.

O novo comandante é citado, mas não confirma. Até nega.

Terá plenos poderes.

Vem da blogosfera gigante.

E do rádio.

Os jornalistas Gerson de Castro e Dinarte Assunção também são citados no novo projeto.

OS GOLS DO ABC E O PASSE MÁGICO DE BERGUINHO

A meninada do ABC segue heróica na reta final da Série B. Jogando bonito, venceu o Náutico em Caruaru por 2×1. Destaque para o passe de trivela de Berguinho no gol da vitória, feito por Lucas Coelho. Berguinho bateu como os maiores armadores alvinegros da história: Danilo Menezes e Dedé de Dora. Veja os melhores lances:

POLÍCIA COMPRA ARMAS COM DEFEITO E DESCOBRE DOIS ANOS DEPOIS

A Polícia Militar (PM) de São Paulo soube do defeito no lote de 6 mil submetralhadoras Taurus somente em 2013, dois anos após comprá-las por R$ 30 milhões em 2011. A informação foi publicada recentemente na página da Assembleia Legislativa do Estado na internet em resposta a um pedido de informação de uma parlamentar.

“O defeito apresentado no armamento não foi constatado nos testes de recebimento do produto por tratar-se de vício redibitório, ou seja a administração pública tomou ciência do problema, oficialmente, em 2013, dois anos após a aquisição do armamento”, respondeu o major Miguel Pila, chefe de gabinete interino da PM em 28 de julho deste ano.

Segundo o oficial, as armas, modelo SMT-40, haviam sido compradas com “o objetivo de substituir e modernizar o equipamento em uso na Instituição Policial-Militar”. O novo armamento deveria ser utilizado basicamente pelo Policiamento de Choque e Força Tática.